Depois de vários posts, comentários e e-mails …segue continuação da primeira parte do artigo. Desta vez darei um exemplo sobre treino para posterior de coxas. Havia prometido que o treino de glúteo viria junto, mas resolvi deixar para o próximo artigo. Não se desesperem porque estou preparando uma surpresa que irão gostar!

Um dos maiores erros presenciados no treino de posteriores da coxa é a ausência na amplitude. Geralmente vejo muitas meninas entupirem ( kkkk… entupirem… acabei de lembrar do Michael Jackson da Xurupita cantando … pire naw, guet pire… kkkkkkkk aiaiai), continuando… a flexora de placas e realizando o movimento apenas em semi flexão dos joelhos. A ausência de amplitude  durante o treino na musculação, não importando para qual grupo muscular seja, diminui totalmente a eficácia do exercício.

Durante um treino focado nos músculos da região posterior, principalmente nos exercicios isolados como flexora deitada, flexão em pé ou sentada, procure sempre realizar o exercicio com uma sobrecarga que permita executar o movimento de modo mais completo possível.

Uma dica valiosa é: mantenha sempre as pontas dos pés estendidas. Isso mesmo! Da mesma maneira que ficam os pés das bailarinas ao usarem sapatilhas de pontas.  Tal posicionamento ameninza a ação dos gatrocnêmios (batata da perna) e isola mais ainda esta região dos posteriores da coxa!

Divisão e exercícios sugeridos

DIA 2 – COXA POSTERIOR

Flexora 3×15-12-10


Flexora sentada

Super série: Flexora Deitada e Flexão em pé 3×15-12-10


flexora deitada


flexora pé


Super Série: Avanço em deslocamento e Stiff 3×15-12-10


avanço

stiff


Adutora: 3×25-20-15


cadeira adutora


Agradeço  a todas leitoras da Treino Total pelos comentários deixados.

Na parte 3 deste artigo teremos o treino específico de glúteos.

Boa Leitura e Bons Treinos!

Agradecimentos

Atleta Body Fitnnes : Tânia Medeiros

Academia HM4 - Rio de Janeiro

Retweet this post